Oscar 2016: O Predileto e o Zebra

Conforme já mencionado neste blog em outra oportunidade, as indicações ao Oscar 2016 foram bastante POLÊMICAS.

“Um filme que fala de uma história irrelevante e mostra cenas irrelevantes”

Pois é, mas além das polêmicas já levantadas, eu levantaria outra um pouco diferente: O filme PREDILETO e o filme ZEBRA do Oscar 2016.

A Grande Aposta (The Big Short) e O Regresso (The Revenant), respectivamente.

Apesar de O Regresso ter arrebatado inúmeras premiações, dentre elas o Globo de Ouro de Melhor Filme Dramático, aos olhos do público este parece ser um filme morno.

Trata-se de uma história baseada em fatos reais, que faz um recorte em acontecimentos da vida de Hugh Glass (Leonardo DiCaprio), exímio caçador que se inscreveu para uma expedição em busca de peles em 1823.

O problema é que a história de Hugh Glass e da expedição não tem a menor relevância histórica para ninguém. E além disso, o filme passa quase duas longas horas mostrando o sofrimento de Glass, após um ataque de urso, e a batalha pela sobrevivência. E depois, mais quase uma hora – interminável – mostrando a sua busca por vingança.

Honestamente, um filme que fala de uma história irrelevante e mostra cenas irrelevantes. Apesar disso, há de se dar o mérito da produção: a direção, fotografia e atuação de DiCaprio estavam belíssimas.

De qualquer forma, há concorrentes melhores no Oscar deste ano. Não haveria necessidade de tanta expectativa e premiações para esta produção. Mas quem pode entender o que passa na mente dos críticos do Oscar, não é?

Por outro lado, The Big Short, ou A Grande Aposta é um filme que supera todas as expectativas!

O filme conta a história real de personagens icônicos envolvidos no grande crush econômico dos Estados Unidos em 2007. Crise esta que afetou o mundo inteiro, com repercussão ainda atualmente. Crise de proporções sem precedentes que, por exemplo, faliu a economia grega, levando o país e seu povo ao estado de miséria.

Com um tom leve e didático, o filme explica aos expectadores os motivos pelos quais a crise econômica ocorreu, e as fraudes bárbaras por trás disso. O grande boom imobiliário e o efeito dominó que ele causou, com a falência de bancos em todo o planeta, além de centenas de milhares de trabalhadores desempregados e empresários falidos ao redor do mundo.

Oscar 2016: O Predileto e o Zebra

Oscar 2016: O Predileto e o Zebra

A produção é de Brad Pitt, que também atua no filme. E o mérito pode ser todo creditado a ele! Conforme o filme mostra, apesar de tudo o que aconteceu, os responsáveis permanecem impunes e – pior! – atuando exatamente da mesma forma, como se nada tivesse acontecido. Dando prosseguimento aos esquemas de fraude, sem que o grande público perceba o risco iminente de uma nova crise de proporções catastróficas logo adiante.

Brad Pitt, conforme seu histórico há muito revela, produziu este filme como uma forma de alertar o povo norte-americano, e de outros países, para o problema que, não só ficou impune, como continua acontecendo. O filme é uma forma de ação social, de alerta, e de pedido de providências pela justiça norte-americana. Thanks, Brad!

Por este motivo, A Grande Aposta deveria ser o PREDILETO do Oscar 2016. Pois além de ter um papel social memorável, ainda é uma produção que merece estatuetas em, pelo menos: melhor direção, melhor roteiro, melhor ator/atriz coadjuvante, melhor trilha sonora…

Infelizmente, sabemos que o filme não será o queridinho da noite, pelos comentários da crítica. Porém, se The Big Short cumprir seu papel social, já terá mostrado a que veio e satisfará o objetivo para o qual foi criado.

A Brad Pitt, grande elenco e produção, SUERTE!

Vejo vocês no Oscar 2016, dia 28 de fevereiro, domingo, na TNT.

Não percam!

Até lá.

0

Leave A Comment

Your email address will not be published.